11:03
Quarta
18/05/22
Caxias

Justiça marca julgamento de acusado de matar estudante caxiense em Teresina

Em fevereiro de 2020, a juíza Maria Zilnar determinou que o acusado seja julgado pelo Tribunal Popular do Júri, pelo crime de homicídio qualificado, por motivo fútil.
Gabriel Vieira | Caxias-MA

26/01/2022 14h17 - Fonte: Portal Noca


A juíza Maria Zilnar Coutinho Leal, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, designou para o dia 7 de março o julgamento de Deivid Ferreira de Sousa pelo assassinato do estudante caxiense Gabriel Brenno Nogueira da Silva Oliveira, de 21 anos, com um tiro na cabeça no Centro de Teresina, em julho de 2019.

O estudante Gabriel Brenno, de 21 anos, foi baleado na cabeça no dia 17 de julho de 2019, logo após sair da pensão onde morava na rua Paissandu, no Centro de Teresina. Ele morreu seis dias depois no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). O crime teria ocorrido por ciúmes, porque supostamente estaria ocorrendo um relacionamento amoroso entre a vítima e a companheira de Deivid Ferreira.

Em fevereiro de 2020, a juíza Maria Zilnar determinou que o acusado fosse julgado pelo Tribunal Popular do Júri, pelo crime de homicídio qualificado, por motivo fútil.

Ele chegou a recorrer da decisão, alegando que agiu em legítima defesa e que estava sendo ameaçado pela vítima, mas no dia 4 de novembro de 2021 o desembargador Edvaldo Moura negou o pedido, afirmando que não foram apresentadas provas de ameaças, e com a vítima não foi encontrada qualquer arma, além disso a vítima estava de costas quando foi baleada.

Em despacho publicado no Diário Oficial do Tribunal de Justiça do Piauí, do dia 21 de janeiro deste ano, a juíza designou para o dia 7 de março de 2022, às 8h, a realização da sessão de julgamento no 2º Tribunal Popular do Júri de Teresina.

O crime.

O estudante Gabriel Brenno, de 21 anos, foi baleado na cabeça no dia 17 de julho de 2019, logo após sair da pensão onde morava na rua Paissandu, no Centro de Teresina. O estudante foi socorrido e encaminhado para o Hospital de Urgência de Teresina, onde ficou seis dias internado até falecer no dia 23 de julho.

Imagens de câmeras de segurança de estabelecimentos localizados na região onde aconteceu o crime flagraram o momento em que o estudante foi baleado. Nas imagens é possível ver o atirador esperar o estudante sair da pensão para surpreendê-lo. Depois do tiro, o suspeito fugiu correndo. O suspeito foi identificado como o motorista de aplicativo Deivid Ferreira. Ele foi preso após 21 dias do crime, no bairro Verde lar, Zona Leste de Teresina.

Segundo denúncia do Ministério Público, o crime foi premeditado. "De acordo com os depoimentos prestados em fase investigativa, a vítima estava saindo da pensão em que se hospedava, quando o denunciado chegou e sem qualquer justificativa disparou contra a vítima que estava de costas, ainda fechando o portão, tendo o denunciado fugido logo após o crime. Conforme depoimentos de funcionários da pensão em que a vítima se hospedava, o denunciado, dias antes de praticar o crime, tentou se hospedar na referida pensão, o que demonstra o planejamento para a prática do crime", informou.

O MP apontou que o assassinato ocorreu por motivo fútil, porque o acusado teve ciúmes da relação da companheira com Gabriel Brenno. "Os depoimentos das testemunhas e do próprio acusado, em seu interrogatório, apontam que o crime se deu por motivo fútil, já que o denunciado ceifou a vida da vítima por ciúmes, pela suposta ocorrência de um envolvimento amoroso entre a vítima e a companheira do autor do crime", destacou o MP.

 

 

Mais notícias


Comentários



2020 © Portal Notícia do Maranhão - Todos os direitos
Desenvolvido por:
c2 tenologia web